Close your eyes…

Ogni tanto mi rendo conto di tante bugie che ci dicono, di tanti ‘arrivederci’ che diciamo che in verità sono ‘addio’, “all’insaputa”, di quanto non possiamo lasciare per domani quello che possiamo fare oggi… Mi riccordo di tante volte che ho salutato con un bacio, e avrei potuto, avrei dovuto salutare con un bello e lungo abbraccio… Mi rendo conto che le storie si ripetono sempre, e non interessa dove ti trovi, si ripetono sempre. Sia nell’Europa, sia nell’America. Le persone non cambiano, semplicimente, non cambiano. E di consequenza i problemi sono sempre gli stessi. Anche se ognuno di noi sia fatto in maniera diversa, se siamo unici, gli istinti sono sempre gli stessi. Sempre. E prendere una decisione per scapare da qualcosa è quasi più inutile di provare ad ignorare una verità.

De vez enquanto percebo quantas mentiras nos dizem, de quantos ‘até mais’ dizemos e que na verdade sao ‘adeus’, “inconscientemente”, do quanto nao podemos deixar pra amanha aquilo que podemos fazer hoje… Me lembro de tantas vezes que saudei com um beijo, e poderia, deveria ter saudado com um bom e longo abraço… Percebo que as històrias sempre se repetem, e nao interessa onde voce està, sempre se repetem. Seja na Europa, seja na America. As pessoas nao mudam, simplesmente, nao mudam. E consquentemente os problemas sao sempre os mesmos. Mesmo que cada um de nos seja de uma maneira diferente, que sejamos unicos, os instintos sao sempre os mesmos. Sempre. E tomar uma decisao para fugir de algo é quase mais inutil do que tentar ignorar uma verdade.

Anúncios

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Silvia
    jun 18, 2010 @ 18:01:28

    Tina, ma che bella che sei in questa foto! 🙂 e hai scritto in italiano, grandeee!!! Hai proprio ragione, mi fa quasi piangere quello che scrivi! ma spero DAVVERO che il nostro sarà solo un “arrivederci”! è troppo che non ci vediamo, non vedo l’ora di riabbracciarti! TVB bella, a presto! ❤

    Responder

  2. Giu
    jun 18, 2010 @ 20:24:07

    …and i’ll kiss you, tomorrow i’ll miss you!

    Responder

  3. ----
    jun 19, 2010 @ 00:39:37

    Só os finados têm direito ao arrependimento. Os vivos ainda têm o amanhã.

    Responder

  4. Carolina
    jun 21, 2010 @ 18:12:19

    ”I love you, cause you tell me things I want to know. And it’s true… That it really only goes to show, that I know that I, I, I, I should never never never be blue”
    Talvez os ‘Até mais’ são as intensões. Talvez a pessoa que os diz até saiba que não é verdade, mas deseja que seja, ou sabe que é o que a pessoa com quem fala quer ouvir. Bom, não sei ao certo, é bem complicado, só sei que me veio ”ask me why” na cabeça…hehehe

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: