Pronome Possessivo #05

Lutava por algo que nunca havia sido dela. Não realmente. Não sabia o que significava possuir, ter, haver. Sabia somente o que era… Na verdade não sabia. Talvez algum dia tivesse “tido”, mas não de corpo e alma. Era só corpo, fala, tato… Mas faltava um pronome possessivo. E essa falta era o que bastava. O que bastava para que fosse assim, tão superficial, tão jogável ao vento. Tão finito.

 

{Continua, sempre}

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. lucia castanho
    abr 14, 2011 @ 21:51:50

    agora n ao dá para entender mesmo!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: