Quem Sabe uma Análise #06

E no meio de toda aquela bagunça, de todas aquelas almofadas e roupas derrubadas sem preocupação procurava o outro pé de meia. Sem paciência, sem precisão. Só procurava, incessantemente. Ali estava ele, praticamente camuflado, escondido perto de uma sacola branca, vinda de alguma compra, de alguma roupa. Mais uma roupa, mais uma, para acompanha-la em seus longos trajetos sem rumo. Seria amassada, tirada, colocada. Combinaria, ou não. Seria odiada e amada, fotografada, comentada, criticada, elogiada… Seu futuro seria assim, incerto. Como os pensamentos da compradora louca e apaixonada que a levou pra casa. Que sem a menor precisão queria chegar ao seu objetivo. Encontrou-a! Mas poderia ter economizado tempo se tivesse analisado melhor a situação em que se encontrava. E aquela cena sempre se repetia. Poderia ter economizado tempo, se tivesse parado e pensado.

{Continua, sempre}

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. lu
    abr 20, 2011 @ 15:56:40

    que foto maravilhosa!!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: